BMW tranca remotamente carro roubado com o ladrão dentro

BMWNa semana passada, o próprio carro de fuga se transformou na cela de um suspeito. Funcionários da BMW conseguiram localizar e trancar remotamente um veículo roubado em Seattle, de acordo com a polícia.

As autoridades dizem que o suspeito estava observando carros no último domingo quando encontrou uma BMW 550i destrancada e com as chaves dentro do veículo. A dona – que tinha se casado no dia anterior e emprestou o carro para uma amiga – percebeu que ele tinha sumido perto das 5 horas da manhã e procurou a polícia.

Depois de entrar em contato com a BMW, as autoridades conseguiram descobrir a localização do veículo com a ajuda de um funcionário da empresa. A polícia diz ter encontrado o carro parado numa rua com o suspeito dormindo lá dentro. Do Registro do Departamento de Polícia de Seattle:

Os funcionários da BMW conseguiram trancar as portas do carro remotamente, prendendo o suspeito lá dentro, provavelmente acionando o sistema de som do carro e sussurrando algo terrível como “eu não estou trancado aqui contigo, você está trancado aqui comigo”.

Os policiais acordaram o suspeito, que rapidamente tentou fugir, em vão.

A polícia diz que registrou o caso como roubo de veículos e posse de drogas.

Embora o registro da polícia local não especifique como os funcionários conseguiram trancar o veículo, a BMW oferece um serviço que permite uma equipe da central de atendimento “tranque ou abra remotamente as portas do seu veículo quando for necessário” por meio do sistema “ConnectedDrive” baseado num chip SIM.

Em 2015, a BMW anunciou que estava aumentando a segurança do ConnectedDrive depois da Associação Automobilística Alemã descobrir que poderia enviar qualquer comando por meio do sistema, que aparentemente não usava nenhuma criptografia. Em julho, um pesquisador de segurança descobriu que o portal web da ConnectedDrive continha vulnerabilidades que permitia que invasores atacassem veículos por meio do navegador.

Como sempre, grandes poderes vêm com grandes responsabilidades.

Tags:

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *